domingo, 26 de abril de 2009

Charlot no seu melhor!

Confesso que há anos que não ria assim!

~~~

"Hoje levantei-me cedo a pensar no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha a função de escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está a chover ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou sentir-me encorajado para administrar as minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre a minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso queixar-me dos meus pais por não me terem dado tudo o que eu queria ou posso estar grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou entusiasmar-me com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planeei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está à minha frente à espera para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim."
- Charles Chaplin - 

8 comentários:

Violeta disse...

è verdade
(quase) tudo depende só de nós. O tamanho do quase influencia bastante.
mas acima de tudo o que eu acho é que mesmo sabendo que quase tudo depende de mim, ás vezes~´e muito dificil....
bjocas

Ravnos disse...

Realmente muito bom o video, C. Chaplin foi e é verdadeiro mestre do cinema e um exemplo de vida.

Um beijo e até mais.

gaivota disse...

charlie chaplin, o charlot, o eterno, era o melhor no seu estar de olhar o mundo!
beijinhos

Camilla disse...

Oi Lyra, quanto tempo não passo por aqui. Estava com saudades...

Belo texto do Chaplin que deve ser lembrado e incorporado todos os dias. Com certeza viveríamos melhor levando-o sempre a frente em nosso cotidiano.

Bjos e até logo.

:)

Madalena Barranco disse...

Ah, Lyra, Chaplin tinha a sabedoria na ponta do coração. "Tudo depende de mim" e assim: a coragem nos impulsiona à Vida.

Beijos.

Luis Eustáquio Soares disse...

dar forma, lyra, ao informe ou à forma já formatada, num arranjo de flores de dores.
te saúdo
b
luis de la mancha

Oliver Pickwick disse...

Capre diem! E a luta é sensacional e muito engraçada.
Um beijo!

Poeta Mauro Rocha disse...

Passei para lhe desejar um ótimo fim de semana e um feliz dia das mães.

BJS