sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Orpheu Eurydice


"Aprende
A não esperar por ti
pois não te encontrarás
No instante de dizer sim ao destino
Incerta
paraste
emudecida
E os oceanos depois devagar te rodearam

A isso chamaste Orpheu Eurydice
Incessante intensa lira vibrava ao lado
Do desfilar real dos teus dias
Nunca se distingue bem o vivido do não vivido
O encontro do fracasso
Quem se lembra do fino escorrer da areia na ampulheta

Quando se ergue o canto
Por isso a memória sequiosa quer vir à tona
Em procura da parte que não deste
No rouco instante da noite mais calada
Ou no secreto jardim à beira-rio
em Julho"


- Sophia M. B. Andresen -

16 comentários:

hanah disse...

Belissimo,
obrigado pela partilha...

Violeta disse...

Este naõ conhecia. è lindo, como a lnda de orpheu e de Eurydice...
bom fim de semana

mariam disse...

Lyra,
que imagem! forte...
que poema! fortíssimo!
adoro a escrita de Sophia...

bom fim-de-semana
e melhor semana
deixo-lhe uma castanha-assada (é tempo delas!)
e um grande sorriso :)

mariam

JC disse...

Lindo poma de Sophia. Ilustrado com uma não mais bela imagem.

Menina do Rio disse...

Não vou justificar minha ausência, mesmo pq não caberia.
Adoraria ter estado por aqui, mesmo pq meu blog fez dois anos e eu nem estava aqui pra comemorar.
Quero apenas deixar meu pedido de desculpas, agradecer pelas visitas, pelo carinho, por tantos comentários e pela preocupação.
Mesmo que eu quisesse e me desdobrasse, não daria para fazer isso individualmente e terá que ser aos poucos.
Hoje quero apenas deixar um beijo e dizer que vou lendo-vos na medida do possivel.
Mil desculpas.
Estou de volta!
Um beijo imenso!

f@ disse...

Excelente escolha,
Secreto encanto desse jardim de Verão à beira-rio... sempre a frescura das águas
Beijinhos das nuvens

gaivota disse...

lindo, lindo, sophia de mello breyner, sabe sempre tão bem ler...
beijinhos

Å®t Øf £övë disse...

Lyra,
Bonitas estas palavras de Sophia M. B. Andresen que nos deixam sempre a pensar e a reflectir sobre elas. Obrigado pela partilha.
Bjs.

Vieira Calado disse...

E a imagem é de quem?
De Cygnus X1?...
Cumprimentos.

O Profeta disse...

Voas no fantástico...


Doce beijo

Leonor disse...

e quando estamos, escontramos...

Boa semana!

Camilla disse...

Olá Lyra...
quanto tempo, estava com saudades!

Que lindo poema, e a imagem mais instigante ainda! Fiquei alguns minutos a contemplá-la.

Estou sentindo sua falta...

Bjos!

lena disse...

Sophia sabe [a]mar

uma escolha perfeita!


rodeada fico com o encanto deste maravilhoso poemas.

os oceanos tocam-me. a lembrança fica e a ausência acaba por ser presença...



adorei estar!


beijinhos


lena

CATARINA POETA disse...

Ah, a poesia que minh'alma embriaga!!!! Bom lê-la também no teu espaço.
Beijo grande!

Poeta Mauro Rocha disse...

Olha, não sei o que é mais lindo, se o poema ou a imagem, na verdade os dois são ótimos!!!! Parabéns eÓtimo fim de semana a beira do rio.

Sandra Fonseca disse...

Adoro os poemas dessa imensa poetisa, Sophia. Obrigada por esse momento. Lindíssimo!
Bom fim-de-semana.
Beijo.