sábado, 26 de abril de 2008

Metaforizando

É certo que as metáforas têm um poder enorme mas também possuem os seus limites. Os poetas (e os cientistas) sabem disso mas a maior parte das pessoas organiza o seu conhecimento sem ter em conta que o faz segundo metáforas. É um pouco como se continuassem a viver na caverna de Platão. As sombras são tomadas como a realidade e as suas vidas são organizadas pelas sombras.

No tempo de Newton, a metáfora para o Universo, era a de um relógio. O Universo era um mecanismo gigante, com rodas dentadas e leis imutáveis. Tudo se relacionava nessas engrenagens intrincadas com uma perfeição divina. Era o determinismo absoluto. A conclusão era óbvia. Onde existia um relógio, teria de existir um relojoeiro. Era inevitável. Darwin veio alterar isso tudo. A metáfora de Darwin era exactamente oposta. Não havia determinismo. Tudo era acaso e selecção natural. Não havia uma direcção preferencial, porque o divino deixava de ser necessário. A mecânica quântica veio reforçar o papel do acaso, por isso é que Einstein não gostava dela...

O corpo de conhecimento, conhecido como as ciências da complexidade, (que são a visão mais clara que temos hoje sobre o mundo), dão-nos hoje uma metáfora bem diferente. O Universo não é nem determinismo nem puro acaso. A nova metáfora poderia ser descrita como "Um processo criativo". A palavra "processo" captura o facto de ele ser orientado no tempo, do menos para o mais complexo e a palavra "criativo" reconhece que o acaso joga o seu papel, sendo impossível prever o futuro. Todo o Universo está em evolução e é um processo que desenvolve (ou desdobra) uma estrutura internamente coerente. As próprias leis físicas evoluem dentro desta estrutura e não são imutáveis, mas regularidades contingentes. Essa estrutura ao desdobrar-se cria novas qualidades ou propriedades emergentes, totalmente novas mas internamente coerentes entre si. As implicações filosóficas desta nova metáfora são evidentes. No meu ponto de vista, creio que fazermos todos parte de um processo criativo universal é uma metáfora profundamente humanista.

34 comentários:

Multiolhares disse...

Muda-se o tempo mudam-se as vontades,
Andamos em descoberta constante, o que hoje é verdade amanhã deixa de ser, e assim vamos vivendo sempre longe das verdades
Bj

* hemisfério norte disse...

kaos
aosK
oacs

tudo muda, até o caos
obrigada pela visita e bom fim de semana
bjs
a.
http://miniminimos.blogspot.com/

* hemisfério norte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pena disse...

Simpátia Amiga:
Grandes vultos do conhecimento científico de todos os tempos tentaram explicar o complexo Universo em que vivemos. A sua evolução.
Newton, Darwin, Einstein são um exemplo flagrante e marcante.
Trata-se de um assunto apaixonante a que dá viva voz.
Excepcional, amiga. Brilhante mesmo.
Um post admirável e que deixa em suspenso muita coisa inexplicável.
Beijinhos amigos de poderosa estima e imenso respeito.
Sempre a estimá-la e a considerá-la.
Adorei!

pena

OBRIGADO pela preocupação em vistar-me. OBRIGADO sentido!

daniel disse...

Olá

O belo texto apela à meditação, pelo a quem almenta uma certa vida interior.
Uma metáfora, talvez mal comparada será como um sonho. Diferente de acasos, que existindo, são actos dos deuses dos loucos!

Daniel

Oxyder disse...

Tudo muda, o homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em adaptar o mundo a ele.

Mas, "A melhor maneira de prever o futuro é inventá-lo." ;)

bjinhos***

bom fim de semana ;)

Lorena disse...

Puxa Lyra, gostei demais do seu post! Vc é física?? Eu já assisti uma palestra uma vez sobre Sistemas Complexos, entendi pouco mas me deu uma base pra entender muita coisa nessa metáfora do Universo, e com certeza expandiu meus conhecimentos. =)

beijos!

CATARINA POETA disse...

Também creio que fazemos todos parte de um processo criativo universal e que somos pontos que se interligam como numa teia de aranha, um ligado ao outro num determinado momento, antes ou depois, em certo ponto de nossa existência.
Bom fim de semana também.
Beijo!
Catarina Poeta

Angel of Light disse...

O Universo é um ser vivo... é uma criação... é criativo!...

Beijinhos de Amor, Paz e Luz!

Bom fim-de-semana.

Critical Watcher disse...

Se eu escrevo bem, imagina então você!
Adorei o post e o seu comentário em meu blog...
Obrigado pela visita enriquecedora.
Beijos.

Bandys disse...

Todo o Universo está em evolução e é um processo que desenvolve (ou desdobra) uma estrutura internamente coerente.
Muda-se o tempo inteiro.
Adorei seu post e a visita.
Beijos

Vieira Calado disse...

O seu texto (excelente) fez-me lembrar
"O Carteiro" (de Pablo Neruda) e a maneira com o carteiro ficou espantado quando o poeta lhe disse que ele tinha feito uma metáfora (sem o saber!)

Um abraço

Luis Eustáquio Soares disse...

salve, lyra que lira fora da ira, eis que venho te ler e aprender o quanto somos eras imaginárias, como dizia o poeta cubano josé lezama lima, que nada mais são que o nosso horizonte de expectativa, nossa forma conformada - determinista - e inconformada - acaso, criatividade - de olhar, e amar.
b
luis de la mancha.

Crisfonseca disse...

Belo testo, otima reflexão
Um otimo final de semana pra te tb
Beijos,
Cris

Crisfonseca disse...

Desculpe
Texto

carvoeirita disse...

a minha avó ensinou-me que enquanto teimarmos em agarrar as portas que se querem fechar as janelas para um futuro mais belo e brilhante não se poderão abrir.
É neste sistema metafórico que eu acredito.
Muitos beijinhos para ti

Auréola Branca disse...

Realmente acredito que tudo muda, e que nada segue o óbvio da constante rotatória. Agimos diferentes, pensamos diferentes, portanto o mundo permanece diferente.
Gostei mesmo.
Bjão

lua prateada disse...

Pois é....
Passei te desejando um fim de semana leve, suave, lindo, cheio de amor...desfruta dele!...
Beijinho prateado com carinho
SOL

Éverton Vidal disse...

Pois é eu concordo viu. Esse é um novo caminho aberto para o pensamento, no qual, ainda vislumbramos apenas um longínquo horizonte.

jasmimdomeuquintal disse...

Vim deixar um beijinho, não tenho tempo para comentar.
bjocas

poetaeusou . . . disse...

*
a complexidade,
em movimento . . .
,
conchinhas
,
*

gaivota disse...

uma bela metáfora, decobrimos agora o que ontem já foi...
beijinhos

Hanah disse...

Belissimo texto...

obrigado por sua passagem

beijo de fim de semana...

Starseed disse...

"Tudo é mente, o Universo é mental. Todo o Univero não é só energia , mas também mental... todos os pensamentos são coisas. O Universo é um pensamento na mente de Deus." Joshua David Stone

"The Universe is a superbeing", do filme, Dune.

Beijinhos,

Fica em Paz,
Starseed

f@ disse...

As sombras e a escuridão... são uma triste realidade... que tornam a caverna de Platão um verdadeiro paraiso...
beijinhos das nuvens

Pedro Branco disse...

Então... quem somos nós?

MARIA MERCEDES disse...

Olá

Gostei muito de te descobrir! É raro encontrar textos criativos com base na Quântica e na Teoria do Caos.

Neste fim de Domingo, passeando no limiar do horizonte de eventos, acabei por te descobrir. Para mim, como observadora, tornei-te real, e gostei!

beijinho

PiresF disse...

O que diferencia um mundo de outro é a razão metafísica. E se é fácil perceber aquilo que é revelado pelos dados culturais, o mesmo já não se pode afirmar quando a base escapa ao sentido da linguagem. O pensamento oblíquo é captado por uma complexa teia cerebral que se entretém a descodificar as medidas e as equivalências de uma faixa finita, ou seja, o nosso planeta está sujeito às leis da entropina e sem o fragmento da memória, o cálculo do previsível fica reduzido a uma massa indistinta, desligada da subjectividade e da vontade. Mas, no mundo finito, cada ser humano detém, pelo menos, uma interpretação e, o paradoxal, nesta situação, é o facto da memória necessitar de uma fenomenologia para poder determinar e inscrever o devir, já que, não actua separada, antes necessita de um campo, que alimente a sua base de informação.
A sua representação do absoluto transcende o próprio infinito. Nesta harmonia é mais fácil perceber a noção de individualidade, bem assim como a precariedade da existência.
Singular o ser que pode ser dimensionado, enquanto um banal cubo negro, que contém no seu interior o universo, mas que à escala da dimensão humana, e por isso concordo contigo, dificilmente pode conter um homem de dimensões normais.

Abraço

PiresF disse...

Com posts deste calibre, todos nós, devemos ficar contentes por andares por cá.

Menina do Rio disse...

É certo que fazemos parte de um processo criativo. Tudo muda o tempo todo. Não dá pra comparar ao relógio, pois o mesmo se repete a cada 12...Opa!
Ciclos evolutivos, mutações...Ainda assim caímos na metáfora do relógio. Perdi-me...


Um beijo

Falando de Amor disse...

Que tua noite seja maravilhosa e tua semana inspiradora...
parabéns pelas postagens...
bjoss querida!

Leonor disse...

Gostei imenso deste post. e realmente estamos sempre em processo evolutivo, nós e o universo.

ao lê-lo fiz algumas associações de ideias com conceitos da minha àrea (arquivos e bibliotecas) para as mesmas palavras, uma coisa, aliás, sobre a qual tenho vindo a reflectir. Onde é que arranjo um bom dicionário de termos de .... desta àrea?

beijos, boa semana

Gonçalo de Assis disse...

Amiga:"Amigo não é aquele que tira as pedras do seu camiho e sim quem te ajuda a caminhar sobre elas." Uma otima semana para vc.Bj com amizade

Defensor disse...

Salve
Tudo evolui, pena que nem sempre para melhor...
Abraços