quinta-feira, 20 de março de 2008

Liberdade

Desde a minha adolescência que andava com um pequeno papelinho, na carteira, onde estava escrita uma frase que retirei não sei quando nem de onde:

Sentia que esta frase era a minha "cara".

Hoje, quando descobri que o autor foi Che Guevara, fui procurar o papelinho e não o encontrei...
Onde está essa minha "cara" embuída de Liberdade? Terei eu, entretanto, enlouquecido?

4 comentários:

Sr do Vale disse...

Lyra, Lyra, Lyra, isso não é loucura. Isso é percepção e sensibilidade.

abraços.

Anónimo disse...

Aliberdade de errar é um diamante por delapidar

Cantinho dos devaneios disse...

Curiosamente também me deparei com essa mesma frase há alguns anos atrás, mais concretamente no meu primeiro ano de faculdade. São palavras muito sábias, sem qualquer dúvida!...

Já agora, tanto quanto pude apurar, o autor terá sido Charlie Chaplin.

Lyra disse...

Agradeço a simpatia e o comentário.

Quanto à autoria da frase e depois de várias pesquisas chegeui à conclusão de que esta frase é, de facto, de Che Guevara, pois foi ele que encontrei como seu autor em todas as páginas que continham esta frase.

Provavelmete Chaplin é da autoria de uma outra parecida.

Até breve!

;O)